LGSA

Linhares Geração e Tevisa entram em Leilão de Energia A-4 e A-5

As termelétricas Linhares Geração (Linhares/ES) e Tevisa (Viana/ES) estão participando dos Leilões de Energia Existente A-4 e A-5 de 2021, realizados pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), para negociação de contratos por disponibilidade de energia elétrica com prazo de suprimento de 15 anos.

Os cadastros nos leilões foram encerrados no início deste mês de fevereiro e, de acordo com a EPE, entraram na disputa 70 projetos para participação no A-4 e 79 no A-5, totalizando uma oferta superior a 40 GW.  O certame está agendado para acontecer no dia 11 de em junho.

O diretor técnico das duas empresas, Marco Marcial, explica que a participação nos leilões são para empreendimentos termelétricos a gás natural ou carvão mineral nacional, existentes e novos, sendo assim, a Linhares Geração está apta e a Tevisa, que hoje opera com óleo, está propondo uma conversão de sua matriz para gás.

“É de grande importância a recontratação das usinas que operam no Espírito Santo para ampliar o tempo de operação das plantas e evitar o descomissionamento. O contrato atual de fornecimento de energia da Tevisa  termina em dezembro de 2024 e o da Linhares em dezembro de 2025. Sendo vencedoras no A-5 ambas seguiriam garantindo o fornecimento até 2040, ou a Tevisa até 2039 se o projeto contemplado for no A-4”, detalha.

Os leilões

A Lei nº 10.848/2004 e o Decreto nº 5.163/2004 estabelecem a comercialização de energia elétrica na modalidade de leilão, e é essa hoje a principal forma de contratação de energia no país. 

Existem diferentes modalidades de leilões: de Energia de Reserva,  de Ajuste, de Fontes Alternativas, Estruturante,  de Venda, de Compra, de Transmissão, de Excedentes etc. Estes Leilões que a Tevisa e a Linhares Geração se cadastraram são uma junção de dois tipos: 

  • os Leilões de Energia Nova que estimulam a instalação e operação de novas usinas de geração com o objetivo de aumentar a oferta de energia para atender o crescimento previsto da demanda; e
  • os Leilões de Energia Existente, para contratar energia gerada por usinas já construídas e em operação, e que por precisar de menos investimento costumam ter um custo mais baixo.

Vale esclarecer ainda que o número que está após o A é o tempo que a usina tem para se organizar e entrar em operação. Estes leilões portanto, podem participar usinas que já operam e plantas que ainda serão construídas, sendo uma concorrência para projetos iniciarem o fornecimento em 4 anos (A-4) ou 5 anos (A-5), 2039 e 2040, respectivamente. 

A Tevisa

Fundada em 2007, a Termelétrica Viana S.A. (TEVISA) opera no Distrito Industrial do município de Viana (ES), gerando energia a partir de equipamentos movidos a óleo combustível (OCB1).

Em 2007, a empresa foi vencedora do leilão A-3 de energia de reserva, promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e adquiriu o direito de operar uma Usina Termelétrica (UTE). A planta iniciou suas operações em 2012. A potência instalada é de 174,6 MW, suficiente para abastecer cerca de 630 mil residências com consumo médio de 200 kwh/mês.

A Linhares Geração S.A. 

A UTE LORM (usina da Linhares Geração) consome gás natural liquefeito (GNL) fornecido pela BR Distribuidora/Petrobras e está conectada ao gasoduto Cacimbas-Vitória. Possui uma potência instalada de 204 megawatts (MW).

Vencedora no 6º leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)  A-3, em setembro de 2008, possui contratos de comercialização de energia elétrica no ambiente regulado (CCEARs) da Câmera de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) com 35 concessionárias de distribuição de energia elétrica em vigor até 2025.

(Publicado em 22/02/2021)

Tevisa - Termelétrica Viana S/A

Todos os direitos reservados à Linhares Geração S/A © Desenvolvido por