LGSA realiza peça destacando a importância da empatia no ambiente de trabalho

Todos os meses, a Linhares realiza dinâmicas e apresentações para seus funcionários sobre temas tanto relacionados ao meio ambiente, quanto formas de melhorar a relação entre os empregados da empresa.

Em fevereiro, foi realizada uma apresentação teatral com todos os trabalhadores da Linhares Geração, mostrando a importância da empatia no ambiente de trabalho e os efeitos da propagação de ações negativas.

A peça foi narrada por um ator que representava um explorador, no qual contava a história de 3 personagens fictícios: Elza, Felipe e Eduardo.

Ao realizar suas refeições em um restaurante, Elza nunca dava gorjetas para Eduardo, garçom do local que sempre a atendia, pois, não gostava do seu serviço. Como essa gratificação era importante para o rapaz (já que impactava positivamente no seu salário), ele se sentia bastante inconformado com a situação.

Para “aliviar o estresse”, o garçom praticava bullying com Felipe (seu vizinho) por meio de ofensas e apelidos constantes. A vítima então desconta suas frustrações na sua chefe e mãe, que curiosamente, é a Elza.

O objetivo principal desta apresentação foi mostrar de forma prática aos funcionários a chamada “lei do retorno”, na qual ações (positivas e negativas) emitidas por uma pessoa, podem se voltar para a ela.

A importância da empatia no ambiente de trabalho

Colegas de trabalho passam longos períodos em contato, ou pelo menos, compartilhando o mesmo ambiente. Por isso, é importante que toda a equipe desenvolva uma boa relação entre si, além de aprender a ouvir o próximo.

É normal que um colega de trabalho não esteja em um bom dia por conta de problemas pessoais ou relacionados com atividades da empresa. Entretanto, é preciso entender que os demais companheiros não devem ser “punidos”, além de se colocar no lugar deles “Como o meu parceiro se sentirá ao ouvir isso?”.

Caso seja necessário dar um feedback negativo, faça da maneira mais profissional possível, evitando ofensas e propondo melhorias para que o rendimento daquele colega seja potencializado.

O mesmo vale para quem percebe um comportamento hostil por parte de algum colega de trabalho: procure conversar e entender o que pode estar causando essa irritabilidade, assim, é possível até mesmo ajudá-lo a resolver o conflito.

Outro problema causado pela falta de empatia no ambiente de trabalho é o chamado “turnover”, que é a rotatividade de profissionais que entram e saem uma empresa. Trabalhar em um ambiente repleto de conflitos é a causa para que muitos jovens e profissionais talentosos peçam demissão.

Benefícios da empatia para o ambiente de trabalho

Ter empatia no ambiente de trabalho gera mais produtividade, já que os funcionários conseguem se entender e conversar mais facilmente, fazendo com as atividades a serem realizadas fluam de forma muito mais rápida.

Trabalhar em um local harmonioso também faz bem para a saúde: atuar em um local com brigas e discussões constantes pode gerar estresse, o que causa uma série de doenças, como depressão, transtornos alimentares e até mesmo problemas cardiovasculares.

Até mesmo a relação da empresa com os seus clientes pode ser afetada positivamente, já que a empatia poderá ser trabalhada ainda entre colegas e consumidores. O clima leve da empresa será sentido durante uma visita ou conversa, o que pode aumentar as chances de venda.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Este site não coleta cookies e usa dados pessoais de acordo com o nosso Aviso de Privacidade . Para mais informações, consulte AQUI. Ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.