Ocupar e empoderar: da gestão ao operacional, colaboradoras conquistam espaço

Para celebrar o 8 de março, profissionais mostram que oportunidades fazem a diferença contra machismo e preconceito

Celebramos o dia 8 de março trazendo uma mensagem delas para todas elas. O Dia Internacional da Mulher é também uma data de reflexão sobre a importância da ocupação dos espaços, sobretudo os profissionais.

Nas empresas do Grupo (Tevisa, Linhares Geração, PCH Braço, Tropicália Transmissora e Povoação Energia), a representatividade avança, sempre levando a consciência de que é preciso fazer cada vez mais, da gestão (gerência e diretoria) à área operacional.

Neste conteúdo, o destaque são seis histórias, seis carreiras, seis mulheres. Entre elas está a diretora financeira, administrativa, de Comunicação e de ESG, Rosane Marques.  Para ela, datas comemorativas são sempre importantes, pois as pessoas estão mais abertas a ouvirem sobre o tema, que aborda as lutas e conquistas femininas.

“Na carreira profissional, enfrentei muitos desafios, pois, além de ser mulher, vim de uma classe não tão privilegiada. Com muito estudo, podemos enfrentar os desafios do dia a dia e encontrar um espaço onde possa ser o nosso lugar.”

A diretora destaca seu compromisso de formar mulheres fortes e seguras. “Temos várias mulheres na liderança das empresas (dos 15 gerentes, sete são mulheres). Com orgulho, posso dizer que colaborei para a formação e desenvolvimento de muitas delas.”

Como mensagem de estímulo, a experiência profissional pontua: “Tenha foco nos estudos, não se deixe levar pelas tantas distrações que a vida atual nos oferece, o momento certo, é agora! A vida não para!  Tenha determinação, disciplina, não desanime, tenha paciência e acredite no seu potencial!! Seja competente no que escolher fazer, se envolva em ser competente”.

No comando

Uma dessas líderes apontadas por Rosane é Aline de Oliveira Reis, gerente financeira e administrativa, que conta com uma equipe de 13 pessoas, sendo 10 do sexo feminino. “Que avanço, né?! Ocupar este lugar é desafiador, pois tenho que me posicionar a todo instante, de maneira clara e responsável, com as pessoas do meu convívio.”

Aline salienta que ser líder é uma construção de relacionamento e confiança com o seu time. É ensinar, é cuidar, é errar e acertar a todo momento. É, sobretudo, manter-se firme no propósito.

“O Dia da Mulher é uma data para fixar a valorização da força feminina. Temos a liberdade de escolher o que queremos ser. Com oportunidade, foco e determinação, podemos conquistar o nosso espaço e continuar quebrando paradigmas. É inspirador ver cada vez mais mulheres trabalhando nas nossas usinas. Sinto-me parte disso e aplaudo veemente.”

Na área técnica

Ocupar espaços também é prioridade para Arlena Santos, Técnica química de uma das empresas do Grupo. “No mercado profissional, há bastante mulheres trabalhando em laboratórios, mas poucas atuando no setor industrial. Sou uma delas. Faço tratamento de água oleosa do efluente gerado e lido muito com equipamentos. Quando você vê uma mulher chegando à nossa área, é ótimo.”

Arlena vê o Dia a Mulher como uma data de reflexão e de relembrar o caminho percorrido. “Tudo que conquistei até hoje foi com meu trabalho. Também tenho licenciatura em Química. Muitas mulheres formadas nesse curso preferem a sala de aula a trabalhar na indústria, ainda vista como um ambiente mais machista. Nós, mulheres, somos incríveis. Conseguimos fazer tudo a que nos propomos.”

Na comunicação

A área da comunicação também tem uma jovem profissional em seu quadro. Withiner Marques lembra que ações para a inclusão feminina devem ser práticas exercidas de março a março, diariamente. A sociedade precisa investir em mais formas de inserção e de busca da igualdade, ressalta ela, que acabou de ser promovida de assistente para analista de comunicação.

“Ingressei com uma vaga afirmativa, a primeira criada, e isso foi muito importante.  sendo mulher preta, às vezes a gente acaba ficando numa posição de desigualdade em relação a mulheres brancas. Por vezes, precisa fazer muito mais para conseguir chegar a um cargo de sucesso, de liderança. Eu ainda estou trilhando.”

Na avaliação de Withiner, é preciso abrir espaços para que essas mulheres tenham condições de estar nesses lugares, até para inspirar meninas mais jovens.

“A gente precisa ser mais ativa nesta causa, buscar que ainda mais mulheres estejam em cargo de liderança, que mulheres pretas também tenham essa oportunidade. É preciso agir todos os dias, estar sempre em movimento.”

Da segurança à mecânica

Como técnica mecânica de processos, Esther Cruz se sobressai em uma área ainda predominante masculina, um desafio que chama para a inclusão.

“É extremamente essencial que pessoas com necessidades específicas e LGBTQIA+ e que os gêneros cis, trans e não binário sejam incentivadas a seguir uma carreira de STEM (sigla em inglês para ciência, tecnologia, engenharia e matemática) para aumentarmos a representatividade em áreas operacionais. É uma forma de acelerarmos a visibilidade entre os gêneros e de não esquecermos que todos nós somos agentes de transformação,”

Aos 21 anos, ela assumiu uma posição técnica, algo que encarou como um voto de confiança tanto para si, quanto para a empresa, que estava em busca de pessoas inspiradas para a posição.

“Ao lado da equipe operacional, assumimos grandes responsabilidades, realizamos projetos com outras áreas, desenvolvemos novas ferramentas, implementamos soluções efetivas para desafios e evoluímos juntos a cada oportunidade disponibilizada. As empresas do Grupo possuem uma tratativa coerente aos compromissos assumidos em busca de desenvolver o ambiente de trabalho e incentivar a construção de uma sociedade mais equitativa e justa.”

 

Juliana Ribeiro, também da área técnica, reforça esse chamamento. Analista de SSMA (Saúde, Segurança e Meio Ambiente), ela observa que a participação das mulheres é essencial em qualquer área ou ambiente de trabalho.

“A mulher tem um olhar diferente, mais humano e detalhista, podendo contribuir muito na melhoria dos processos. Este é um dia para enaltecer nosso valor. Sim, é uma data para refletir todo o caminho percorrido, batalhas, conquistas, aprendizados.”

Desafios sempre fizeram parte da sua vida. “Na área industrial desde os 18 anos, e posso afirmar que nunca foi fácil. Mas as experiências se somam, e ajudam a nortear nossos projetos e decisões no dia a dia. Nós desconhecemos nossa força, e temos uma determinação gigante. Não desista, e saiba que lá na frente tudo o que passou valerá a pena.”

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Este site não coleta cookies e usa dados pessoais de acordo com o nosso Aviso de Privacidade . Para mais informações, consulte AQUI. Ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.